16 de out de 2013

Palavras...



☆... Não entendo porque há palavras que não podem ser ditas e porque há silêncios que podem ser mal interpretados, nem porque as palavras são como uma navalha bem afiada. Não entendo porque é preciso procurar o que não se pode ver, nem porque é preciso ver para crer. Talvez seja esse o problema: as pessoas já não acreditam mais no essencial. Complicada essa história de não entender sobre as coisas. Sempre me perco tentando encontrar uma explicação. Viu só? Me perdi. ...☆




☆☆... Eduardo Souza ...☆☆








.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário e volte sempre!